Tireoide

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo é a doença mais comum da tireoide, acomete 10% da população em geral e chega a 15% em pessoas acima de 60 anos, sendo mais frequente nas mulheres do que nos homens. No entanto, a maioria dos portadores desconhecem a doença pois seus sintomas são inespecíficos e podem ser atribuídos a outras doenças ou condições.

Os principais sintomas são:

  • Cansaço, desânimo, indisposição;
  • Sonolência excessiva, sono não reparador;
  • Depressão, tristeza;
  • Cabelos e pele ressecados, queda de cabelo, unhas fracas, inchaço e ganho de peso, dor muscular e articular, câimbras, diminuição da memória e concentração;
  • Alterações menstruais, dificuldade para engravidar e abortos de repetição;
  • Intestino preso

O hipotireoidismo pode ser facilmente diagnosticado pela dosagem do TSH, e o tratamento é realizado com a reposição deste hormônio em níveis adequados e individualizados.

 

 

 

Hipertireoidismo

O hipertireoidismo ocorre quando há níveis excessivos de hormônios tireoidianos circulantes. Denota especificamente distúrbios envolvendo a glândula tireoide hiperativa (doença de Graves, Bócio Multinodular tóxico e Adenoma Tóxico). O diagnóstico e a determinação da causa dependem de avaliação clínica, exames laboratoriais e estudos de imagem. O tratamento é realizado com medicamentos antitireoidianos, ablação radioativa por iodo ou tireoidectomia.

Os principais sintomas são:

  • Nervosismo, tremor de extremidades, alterações no sono;
  • Aumento da transpiração, intolerância ao calor;
  • Palpitações, fadiga, perda de peso;
  • Fraqueza, edema nas pernas, sinais oculares;
  • Labilidade emocional;
  • Idas mais frequentes ao banheiro para evacuar.

 

Pacientes idosos tendem a apresentar sintomas mais leves, sutis e menos típicos; geralmente dominados por fadiga, depressão, perda de peso e fibrilação atrial.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
× Agendar Consulta